terça-feira, maio 20, 2008

Marcas de amor

Leio o que escreves,
ouço o que recomendas,
penso em ti a toda a hora,
sobretudo em certos momentos
(quando lavo rúculas selvagens,
ou surpreendo no rosto do teu pai
traços que são teus).

Leio o que escreves,
ouço o que recomendas,
penso em ti a toda a hora,
sobretudo em certos momentos
(quando ouço Madredeus, Vitorino, Dulce,
ou surpreendo no jeito da tua filha
traços que são teus).

3 comentários:

Deda disse...

Não faz assim que eu me apaixono!
PS. Tem coisa melhor no mundo do que mãe? Não, não tem. Quem quiser que arrume uma, eu já tenho a minha e não vendo nem empresto.

Toni disse...

Concordo e subscrevo, mas tens que partilhar a tua mãe comigo! :-)

Deda disse...

Ele é tua também! Esqueceste que temos a guarda compartilhada da Tuki Girl?