quinta-feira, dezembro 17, 2009

Dia dezoito, sete anos de ausência

a forma como soubeste passar
decidiu
o quanto de eternidade
em mim
conquistaste

1 comentário:

Deda disse...

Obrigada por nos dares este poema.